Pular para o conteúdo

Recém contratado, Irrazábal acompanha o Vasco pela internet

11/06/2010

O lateral direito Irrazábal, tem compromisso até o fim de junho com o Cerro Porteño, e deverá se apresentar em São Januário no início de Julho. Mas o paraguaio já busca informações sobre o seu futuro clube e se comunicar com os novos companheiros de equipe:

– Acompanho pela internet as notícias também. Estou conversando com Carlos Alberto um pouco e busco mais informações sobre o Vasco para ficar mais íntimo do clube – disse Julio Irrazábal.

-O Vasco é um grande clube do futebol brasileiro e muito importante. O projeto é interessante e vou tentar ajudar ao máximo para classificar o time para a Libertadores – acrescentou.

– Tenho contrato com o Cerro Porteño até 30 de junho. Minha ideia é chegar antes disso. Porém, caso não consiga, vai ser no dia 1º de julho – concluiu, em entrevista à Rádio Globo.

Embora não tenha sido confirmado pela diretoria (talvez em razão do jogador ainda estar com contrato vigente com o Cerro Porteño), o lateral não deixa dúvidas que jogará no Vasco.

Anúncios

Washington e Felipe estão contratados

09/06/2010

Segundo a Rádio Brasil, o centro-avante Washington (que jogou no São Paulo, Fluminense, Atlético Pr) e o meia Felipe foram contratados pelo Vasco. Ninguém da diretoria confirmou a vinda de Washington, que estaria insatisfeito com a reserva no São Paulo, e o clube considera alto o salário para um reserva.

Rodrigo Caetano, diretor executivo de futebol do Vasco confirmou a contratação de Felipe, faltando apenas a liberação junto ao Al Sadd, clube do Qatar.

“Fechamos tudo e ele fica no até o fim de 2012. Acho que não teremos problemas nesta liberação. Caso contrário, não teríamos avançado na negociação” disse Caetano.

Como Felipe atuava fora do Brasil, está na mesma situação de Zé Roberto,só poderá jogar no dia 8 de agosto, contra o Vitória. Washington não teria esse problema para jogar, já que seria uma transferência interna.

Washington

Lateral direito Irrazábal fala como jogador do Vasco

08/06/2010

Segundo a imprensa paraguaia, o lateral direito Julio Irrazábal, que joga no Cerro Porteño, foi contratado pelo . Após a saída de Paulo Sérgio, nem Élder Granja nem Fágner conseguiram se firmar no time titular.

Irrazábal, de 29 anos, foi especulado no Vasco no começo da temporada, porém na ocasião o presidente Roberto Dinamite negou a existência de qualquer negociação.

Em entrevista ao site Ultima Hora, o jogador afirmou que será uma um grande desafio jogar no Vasco e ainda reafirmou o carinho pelo Cerro Porteño.

“Será um grande desafio para mim, mas me dói sair do Cerro. Infelizmente estou saindo de um clube que amo, mas é assim. Esta decisão também é da minha família, eu acho melhor assim.”

Segundo a notícia, o contrato com o Vasco seria de três anos, porém as partes envolvidas na negociação não chegaram num acordo financeiro. Com isso, o de contrato será de um ano e meio.

SuperVasco

Parada na hora certa

06/06/2010

Bendita seja essa Copa do Mundo, veio no momento exato: quando a caravela começa a fazer água. O clube terá um mês para voltar ao rumo certo. Arrumar a casa antes que virasse “saco de pancada”, como foi em 2008.

O time não é 100% ruim, tem algumas peças boas, algumas que com orientação (e puxão de orelha) podem render bem. Em compensação tem muito “peso morto” no elenco. Gostaria de saber qual foi o critério para terem dispensado Paulo Sérgio e contratado Élder Granja. Foi dinheiro? P. Sérgio custava caro? Mas jogava! Se Élder Granja ganha um pacote de mirabel e um guaravita de salário está caro para o que rende em campo.

Qual foi o critério para emprestarem Márcio Careca ao Guarani (sem ao menos acordarem uma cláusula proibindo o lateral de jogar contra o Vasco) e ficar com Ernani? O que acontece com Fágner, Fernando, Pimpão, Carlos Alberto que batem no Departamento Médico e demoram meses para voltarem? Tem algum buraco negro lá?

Dispensaram Dodô no dia seguinte a lesão de Élton, deixando apenas Rafael Coelho na mesma posição. Caso Roth precisasse mudar o esquema do time, não tinha opção de centro-avante no banco. Porém, momentos antes do jogo foi divulgado que Élder Granja e Rafael Coelho não jogariam contra o Santos. Foi um reforço saber que Élder não ia jogar, mas Coelho? Era o único centro-avante do time. Roth teve que colocar o garoto Nílson para jogar. Recém contratado da Portuguesa, sequer tinha ficado no banco, já foi titular de cara. É muita incoerência….

Dedé e Cesinha é a nossa dupla de zaga titular. É de chorar… Cesinha falhou no último lance contra o Guarani, e Dedé não tem a mínima condição de jogar no Vasco, aliás, mínima condição de compor o elenco, imagine ser titular. Titi e Martinelli formaram uma boa dupla, porque não utilizá-los? Cesinha chegou “ontem” e já é titular…

Ernani coitado, é até esforçado, porém não pode jogar no Vasco, tem futebol para jogar no Olaria, Atlético-GO, Fluminense, menos no Vasco. Élder Granja esqueceu o futebol no Internacional, Nílton tem sérios problemas pscicológicos, perde a cabeça quando é pressionado, precisa de ajuda. Fernando Prass é bom goleiro, no nível da maioria dos goleiros dos clubes da Série A, porém tem falhado muito ultimamente (sua sorte é que suas falhas não tem resultado em gol), merece um puxão de orelha ou esquentar o banco para Tiago (que é do nível de Prass).

Existe muita coisa a ser acertada, essa parada da Copa veio na hora certa, com 7 rodadas disputadas e 31 a serem jogadas. Resta torcer pelo bom senso da diretoria, e rezar para que haja mais dispensas e contratações bem feitas, jogadores para serem titulares, não apenas para fazerem números.

O Sentimento não parou, nem vai parar, porém a paciência está se esgotando…

Vasco perde para Santos por 4×0

06/06/2010

Em uma tarde fria (aqui no Rio) de domingo, o Vasco encarou o Santos na Vila Belmiro. O time bem treinado por Dorival Jr. não conseguiu muita coisa no primeiro tempo. A primeira chance de gol foi com Coutinho, após tabela com Nílson (quem?? Nílson!!) o atacante chutou e o goleiro santista deu um toque de leve na bola, que foi para escanteio. Com Madson, Ganso e André bem marcados, o time paulista só chegou ao gol após lambança extrema do goleiro Fernando Prass.

Após Cesinha impedir a bola de passar da linha de gol, Prass botou a mão na bola (o que seria tiro livre indireto, não marcado pelo árbitro). Fernando jogou a bola no chão para chutar, mas não sabia que Léo estava atrás dele. O lateral roubou a bola, driblou Prass, e sofreu o penalty, convertido por André. 1×0, o trabalho de um primeiro tempo quase todo tinha sido jogado fora por uma besteira do goleiro.

Após o gol os times continuaram iguais, chegando a intermediária adversária e perdendo a bola, ou então assustando nos contra-ataques. No balanço do primeiro tempo, os times estavam equilibrados, mesmo com 1×0 para o Santos.

Quando começou o segundo tempo, logo aos 6 minutos, gol do Santos, e o que parecia difícil, ficou quase impossível. Maranhão chutou em cima de Cesinha, a bola voltou para Maranhão, que soltou uma bomba pro gol.

Após sofrero terceiro gol, Celso Roth inexplicavelmente tirou Jéferson e Coutinho, justamente os jogadores mais lúcidos, que trocavam passes, tentavam armar alguma jogada, para colocar Magno e Fumagalli. Dois jogadores que ainda não mostraram futebol a nivel do Vasco. Fumagalli não rendeu 10 minutos em campo, foi expulso (merecidamente) após dar um carrinho violento e sem sentido em Pará.

Léo Gago entrou no lugar do atacante Nílson com uma ordem “não levar mais gol”, porém não deu tempo, enquanto esperava para entrar em campo o Madson fez o último gol, e não comemorou. Estava mais que consumada a desorganização do time do Vasco.

Dodô deixa o Vasco

04/06/2010
tags:

Após completar dois meses sem marcar pelo Gigante da Colina, Dodô foi dispensado pelo Vasco. O diretor executivo Rodrigo Caetano anunciou, em entrevista coletiva, a saída do atacante, decidida em comum acordo.

Dodô chegou a São Januário no começo de 2010, e o melhor momento dele no clube foi na goleada por 6 a 0 sobre o , no Engenhão. Após reestrear marcando três no seu ex clube, o “Dodô é o poder” explodiu nas arquibancadas, algo que lhe garantiu rapidamente o status de ídolo.

Más atuações, porém, e os dois pênaltis perdidos na derrota por 1 a 0 para o , em 14 de março, fizeram o carinho da torcida virar revolta contra Dodô.

Somando a falta de gols, com a pouca raça demonstrada em campo, a torcida começou a pegar no pé do atacante. Ontem ele fez sua última partida no Vasco, entrou no lugar de Élton, e não jogou ao seu nível.

– Estávamos recebendo sondagens de outros clubes. Esse é um momento crucial na temporada, e precisamos fazer um balanço dos rendimentos. Decidimos romper o contrato de forma amigável e vislumbrar trazer outro nome. Ninguém está satisfeito com o que está acontecendo nesse início de campeonato. Tentaremos fazer os ajustes, mas nossa limitação financeira é pública e notória. Vamos tentar um nome para substituir Dodô – disse Rodrigo Caetano, à Globo.

E agora, o que dizer?

03/06/2010

O Vasco hoje fez talvez o pior jogo de 2010, ficando em 19º na zona do rebaixamento. O Guarani veio disposto a se segurar, não tomar gol, e talvez beliscar uma vitória na casa do adversário. Foi o que aconteceu. Após 86 minutos de uma pelada, o time paulista achou seu gol com Roger, após falha total na defesa.

Dedé, Ernani, Élder Granja e Dodô merecem serem dispensados amanhã. Não são jogadores do nível do Vasco. Prass, Cesinha (sim, chegou agora), Nílton, Rafael Carioca tem que levarem um puxão de orelha de Celso Roth. Na verdade, puxão não, tem que arrancar fora mesmo.

É impressionante a falta de vontade, a apatia do time, jogando como se a partida estivesse ganha de 10×0. Precisamos de uma reformulação urgente, alguém tem que chegar e botar ordem na casa, dispensar os inúteis, arrumar uma base, e se fortalecer, pois caso o Vasco caia novamente, o sentimento não vai parar, mas com certeza cabeças vão rolar, aos montes.