Skip to content

Vasco apresenta Éder Luis e Fellipe Bastos

28/06/2010

O Vasco acertou, nesta segunda-feira (28/06), a contratação do atacante Eder Luis. O jogador foi emprestado pelo Sport Lisboa e Benfica e fica no Vasco por u

m ano.

Além de Eder Luis, o clube também negociou com o Benfica o empréstimo, por um ano, do meia Fellipe Bastos.

Os dois atletas serão apresentados ao meio-dia, desta terça-feira (29/6), em São Januário.

A negociação reforça a boa relação entre Vasco e Benfica.


Veja a ficha técnica dos novos jogadores vascaínos:

Eder Luis de Oliveira
Posição: Atacante
Nascimento: 19/04/1985

Clubes:

2005 – 2007: Atlético/MG
2008: São Paulo
2009: Atlético/MG
2010: Benfica (POR)

Fellipe Ramos Ignez Bastos
Posição: meio-campo
Nascimento: 01/02/1990

Clubes:

2007: Botafogo
2007: PSV Eindhoven
2007: Benfica
2009: Belenenses (POR)
2010: Benfica (POR)
2010: Servette (SUI)

Felipe “Não dá para comparar a minha identificação com o Vasco com nenhuma outra equipe”

23/06/2010
tags:

Após oito anos fora do Vasco, Felipe está de volta, contratado ao Qatar. O meia foi recepcionado por mais de 1.000 torcedores em São Januário.

Em entrevista à Super Rádio Brasil, Felipe falou da emoção da volta ao Caldeirão:

“Para mim, está sendo uma alegria muito grande retornar para onde eu fui criado, voltar para casa. Fiquei até um pouco emocionado por ter encontrado a torcida, esse calor humano, que há cinco anos eu não convivia com isso. Ver os porteiros, ver que todo mundo que me viu crescer aqui no clube continuam trabalhando aqui no Vasco, para mim, foi uma emoção muito grande. Escolhi o Vasco porque aqui é a minha casa. Não dá para comparar a minha intimidade, a minha identificação com o Vasco com nenhuma outra equipe. Por isso eu optei voltar para o Vasco. Espero poder fazer o melhor possível dentro de campo, com a ajuda dos meus companheiros, para procurar botar o Vasco no seu lugar.”

Felipe pretende encerrar a carreira no Vasco para fazer história no Vasco?

“História no Vasco eu já tenho. Por isso que há esse reconhecimento. Pela história vencedora que eu tenho com o Vasco faz parte do Vasco, graças a Deus. Espero poder acrescentar mais coisas boas na minha história com o Vasco.”

SuperVasco

Mandarino e Toninho Barroso comentam a saída de Souza

19/06/2010
tags:

O Porto (de Portugal) comprou 75% do passe de Souza, volante com um futuro promissor, revelado no Vasco. O clube portista fica com direito de opção sobre a restante percentagem do passe. José Hamilton Mandarino, vice-presidente do Vasco, revelou estas informações ao site Maisfutebol, evitando apenas confirmar o valor, que a imprensa cogita ser em torno de quatro milhões de euros.

“O Vasco da Gama tinha 50% do passe e o jogador tinha os outros 50 %. No total, foram negociados 75 %. O Porto fica com direito de compra dos restantes 25. É um jogador muito promissor, de qualidade, tranquilo e disciplinado”, disse Mandarino.

Passada larga e visão de jogo

O vice-presidente do Vasco da Gama elogia as qualidades da revelação cruzmaltina, tal como Toninho Barroso, treinador que orientou Souza nas camadas jovens do clube brasileiro. A passada larga e a visão de jogo são características repetidas nos discursos elogiosos.

Contudo, esta dupla discorda num ponto fulcral: a velocidade.

“É um jogador de meio-campo, um segundo homem de marcação, que chega bem lá na frente. Porém, penso que é um pouco lento para o ritmo europeu, nesta altura. Gosta de parar o jogo e terá de corrigir esse aspecto. Precisa de tempo para mostrar o seu potencial”, considera Toninho Barroso.

“Essa questão da velocidade de jogo está relacionada com o actual estado do futebol brasileiro. Esse sim, está a tornar-se muito lento. Aliás, penso que o Souza poderá ter mais sucesso na Europa, com um futebol mais dinâmico, que aqui. O ídolo dele é o Gilberto Silva e é o mesmo tipo de jogador, embora seja mais fino (tem 1,76m e 77 quilos), menos físico”, finaliza José Hamilton Mandarino.

Celso Roth comenta sua saída do Vasco

15/06/2010

Na entrevista coletiva de sua apresentação, transmitida pela TV Inter, o treinador Celso Roth falou sobre sua saída do Vasco:

DIRIGENTES DO VASCO DECEPCIONADOS COM A SUA SAÍDA

“Eu senti muito ter saído do Vasco, porque fui muito bem recebido no Vasco. Mas ninguém declarou isso quando me botaram para a rua do Atlético Mineiro. Eu tenho um contrato profissional que é bi-lateral. Tanto de um lado quanto do outro, a gente pode sair a qualquer momento, desde que se tenha o ressarcimento do clube. O contrário também é verdadeiro, que se tenha o ressarcimento ao profissional. Em que sistema nós vivemos? Capitalista, né? O capitalista tem algumas características. Eu respeito demais a entidade Vasco, respeito demais o presidente Roberto [Dinamite], aonde eu estive ontem conversando com o vice, o [José Hamilton] Mandarino. São pessoas que eu respeito demais. Fui muito bem tratado, fui contratado. É óbvio que, no primeiro momento, existe toda uma reação negativa, porque não se esperava. Nós tínhamos um projeto, um planejamento de trabalho. O Vasco, com muitas dificuldades. Mas nós tínhamos um projeto. Aí, o comandante do projeto recebe uma proposta profissional e acaba saindo. Certamente, causa um certo desequilíbrio. Aí vem a reação que tu colocaste. Mas as coisas estão absolutamente dentro da normalidade de um contrato, de uma situação absolutamente legal, aonde um profissional fez uma opção profissional.”

ESTRUTURA DO VASCO E DISPUTA POLÍTICA TEREM PESADO NA SAÍDA

“Eu tenho que ter muito respeito pela instituição que trabalhei. Voltei, né? É a segunda vez que eu estava lá no Vasco. É o meu retorno no Vasco. E volto a dizer que foi uma opção profissional, absolutamente profissional, dentro de uma situação legal, contratual. Continuo mantendo respeito pela instituição Vasco da Gama. Não me cabe, como profissional, fazer comparações do presidente anterior com o presidente atual. Eu fui muito bem recebido, tanto por um quanto pelo outro. O Roberto é absolutamente diferente do Eurico [Miranda]. Mas são pessoas que me respeitaram e que eu respeito demais. Certamente, teremos, no futuro, como a vida mostra isso para a gente, encontros, sejam eles profissionais ou não. Mas certamente serão respeitosos, porque as coisas que foram desenvolvidas nesse momento, mesmo que com o Roberto tenha sido pouco tempo, já foi uma admiração não só pelo que ele foi no futebol como jogador, mas também como ele está sendo e procurando fazê-lo como presidente do Vasco. A gente sabe que tem algumas dificuldades, e são dificuldades grandes nesse momento. Mas certamente, pelo empenho do Roberto e pela direção que está com ele, o Vasco vai conseguir sair dessa situação técnica. A estrutura é uma estrutura absolutamente daquela que eu trabalhei em 2007. Está igual agora a de 2010. A maneira de administrar é que é um pouco diferente.”

NetVasco

PC Gusmão é o novo treinador do Vasco

13/06/2010

Após a surpreendente saída de Celso Roth para o Internacional, a diretoria foi rápida e contratou PC Gusmão, que estava comandando o Ceará.

Nota Oficial do Vasco:

Rio de Janeiro, 13 de junho de 2010

A Diretoria do Club de Regatas Vasco da Gama vem a público informar que o sr. Paulo César Gusmão é o novo treinador da equipe profissional de futebol.

O treinador P.C. Gusmão cumprirá contrato com o clube, passando a dirigir a equipe já na intertemporada, a ser iniciada em Mangaratiba, em 14/06.

As negociações, com o treinador P.C. Gusmão, foram precedidas por entendimentos mantidos entre o presidente Roberto Dinamite e o presidente do Ceará Sporting Club, sr. Evandro Leitão.

José H. Mandarino
Vice-Presidente de Futebol do Club de Regatas Vasco da Gama

PC Gusmão trouxe o Ceará da Segunda Divisão, e deixou o time na 2ª colocação no Brasileirão 2010. Paulo César Gusmão (que foi goleiro) teve passagens pelo Vasco (em 2001), Palmeiras, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense e Botafogo.

Além da boa escolha, é digna de nota a rapidez da diretoria em contratar um substituto para Celso Roth. Tempo  é um fator muito importante nessa pausa de Copa do Mundo, pois além de moldar o time ao seu gosto, PC poderá indicar jogadores para serem contratados.

Celso Roth sai do Vasco para treinar Internacional

12/06/2010

Surpreendendo a todos, a notícia de que Celso Roth não é mais técnico do Vasco causou alívio em alguns e revolta em outros. Roth saiu para ser técnico do Internacional, lá ele ganhará R$400,00, enquanto que no Vasco ganhava R$280,00.

Celso Roth não chegou a completar um mês de trabalho no Vasco, assumindo o time dia 18/05, e trabalho em apenas 5 jogos. Entre os nomes mais cotados surgem Adílson Batista, Cuca e Geninho como fortes candidatos.

A torcida faz campanha para Abel Braga, porém o alto salário do treinador impediria o negócio. Circulou um boato de que Abel Braga assumiria o time após a Copa do Mundo, mas nada foi confirmado.

A demissão de Roth mostra claramente a falta de profissionalismo do treinador, e do Internacional. O clube negociou com um funcionário do Vasco, com contrato vigente. Já Roth foi mercenário por ter aceitado, rompendo o acordo que tinha com o Vasco.

Em ritmo de… treinamento!

12/06/2010

Que beleza! Parada para a copa, contratações melhores e uma dedicação intensa para correr atrás do prejuízo. É, infelizmente temos que correr, felizmente a diretoria começou a ter uma voz ativa e acordou pra vida. Tudo bem que ainda não são as contratações que todo torcedor gostaria de ver, mas eu, particularmente, estou gostando e crendo que esse tempo trabalhando duro (ou não) em Mangaratiba e aquela boa fase do Vasco, na última vez em que o Roth passou pela Colina, está caindo como uma luva.

Felipe já está certo. Zé Roberto e Julio Irrazábal, do Cerro Porteño (PAR) , também. Washington, Éder Luis, e o patrocínio da AMBEV ainda estão sendo tratados com muita cautela pelos dirigentes. E mais, acreditem se quiser, mas li que há especulações por um zagueiro que irá jogar a copa do mundo. Do Chile, se não me falham as fontes.

Enfim amigos, esperemos muito sucesso para o nosso time, que a muito tempo, estamos querendo ver.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.